quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Apoio Maciço do Paraná à Reforma Tributária do Requião

Sindicatos de indústria e grandes empresários do Paraná manifestaram nesta terça-feira (25), durante reunião do Conselho Estadual de Política e Desenvolvimento Industrial, no Palácio das Araucárias, apoio à proposta de Reforma Tributária encaminhada à Assembléia Legislativa pelo Governo do Paraná. O Projeto será votado na Assembléia no dia 15/12/2008
.
CLIC AQUI E LEIA MAIS:

9 comentários:

Anônimo disse...

Legal...

Os supermercados que faturam fortunas estão gostando da redução dos impostos!

Shirley disse...

Para o Anônimo das 05:51

Os unicos que não estão gostando da redução dos impostos são os opositores do Governo Requião.
Para voces é duro ter que engolir a verdade que Requião é um cara inteligente e seu projeto está sendo apoiado por todos os seguimentos da sociedade.
Requião não está brincando de fazer Política, e este projeto mostra isso.
Mostra tambem que ele é o homem mais bem preparado e experiente para Governar este País.
BRASIL PRA FRENTE É COM REQUIÃO PRESIDENTE.

VANDRÉ FERNANDO disse...

Não sei como fazer, mas todos os colegas Blogueiros poderiam fazer uma BLOGAGEM COLETIVA focada em orientar a população para ajudar corretamente nossos irmãos Catarinenses.

Requião Fã Clube disse...

P/ o Vandré Fernando
POSTAR O VÍDEO DO APELO DO GOVERNADOR É UMA FORMA DE DIVULGAR, POIS NO VÍDEO CONTEM INFORMAÇÕES.
De acordo com a opinião do nosso Governador Requião que está super empenhado na campanha de ajuda ao estado de S.C. no momento as pessoas devem continuar enviando roupas e alimentos, mas tambem é hora de ajuda médica.
Para isso o Governador fez hoje um apelo para conseguir médicos voluntários.
Requião está colocando a disposição os aviões do Paraná para fazer escala diária para ida e volta desses médicos.
Respondendo a sua pergunta Vandré acho que poderíamos reproduzir a matéria e postar o vídeo do site do Governo :
http://www.aenoticias.pr.gov.br/modules/educativa/visualizar.php?video=14557
Vou tentar copiar este vídeo e amanhã lhe mandarei o código de postagem.
Outras orientações que tambem podem ser dadas: as roupas devem ser enviadas limpas e em embalagens limpas pois os catarinenses não tem como lava-las.
Sapatos devem ser amarrados os dois pés do mesmo par, antes de enviar.
Alimentos, não mandem embalagens abertas nem começadas e nem com prazo de validade vencidas.

Flávio disse...

A reforma tributária do Requião é tão enganosa quanto ele..

Vamos aos fatos...

Requião pretende diminuir em 6% o ICMS de 95 mil bens de consumo. Ok... bem legal. Vai ajudar os "menos" nescessitados.
Porém, produtos que pertecem à cesta básica não pagam ICMS.
Outra coisa, os tais "supermercados" citados aqui não são obrigados em repassar o ICMS para o consumidor. Por isso os empresários da área querem tanto que seja aprovada o reajuste!

Porém (Part II), para não deixar o "caixa" furado, ele irá subir drasticamente 2% de outros setores. Entre eles estão os combustíveis, energia elétrica e telecomunicações.
Pobre não usa energia elétrica e muito menos pode ter seu automóvel ano 62 que bebe mais gasolina que o presidente Lula. Ahh, tirando o telefone, mas isso é coisa de rico.

Realmente, concordo com você.

Requião é muito inteligente...

Flávio disse...

Esqueci de dizer..

"Todos os seguimentos da sociedade apoiam?"

Já ouviu falar no Secovi?

Pois é... eles não apoiam.

A palavra "todos" é muito complicada!

Requião Fã Clube disse...

P/ Flávio

Querido,
dos ricos é certo que não virá apoio, com excessão de alguma classe rica conscientizada que reconheça que o Brasil carece de redistribuição de rendas e que o pobre ficando menos pobre vai adquirir mais bens e produtos dos ricos.
O SECOVI é uma classe de ricos, super ricos, composta de donos de imóveis, condomínios,etc.
Eles não querem nem saber dos pobres, tento que para voce alugar uma casa em Maringá, voce precisa de 2 avalistas que sejam proprietários de Imóveis e que ganhem acima de R$=2.000,00.
Eles preferem deixar o imóvel abandonado do que alugar para um pobre.
É certo que eles serão atingidos pelo projeto pois usam muito telefone e muito veículo, mas usam por que tem e o Governo precisa pensar mais em quem não tem.
Não é o governo que precisa pensar, somos nós, a sociedade.
A pobreza no Brasil está levando o cidadão a virar bandido e sequestrar os ricos.
Mesmo nos apartamentos riquissimos dos associados do SECOVI já não se garante SEGURANÇA devido aos assaltos e sequestros.
Depois querem culpar o Governo.
Culpar a polícia.
Foram 500 anos de ricos explorando os pobres até estes virar mendingos e assaltantes.

SHIRLEY disse...

P/ o Flávio

O ICMS abaixou de 18% para 12% em Móveis, eletrodomésticos,roupas, etc.etc.. e isso não é cesta básica.

Aumentou 2% em telecomunicações.
2% é tão pouco que o pobre não vai sentir diferença no uso do seu telefone fixo ou no uso do seu celular.
Quem pagava R$=100,00 de telefone vai pagar R$=102,00.
Quem vai sentir a diferença é quem usa muito telefone, ou seja, os ricos.
Aqueles babacas que andam falando no celular até no meio da rua, no volante do carro, fofocando da vida alheia, etc.

Energia elétrica o pobre usa, mas a luz fraterna não vai sofrer alterações.
Na minha casa não tem luz fraterna, e nós que gastamos em torno de R$=80,00 de Energia passaremos a pagar 81,60.

Combustivel quem usa o carro para ir trabalhar gasta em torno de R$=10,00 a 20,00 por dia.
O AUMENTO VAI DAR R$=0,20 (Isso é o preço de um chiclete).

Vai subir tambem 2% em cigarros e bebidas alcoolicas e isto quer dizer menos câncer de pulmão e menos cirrose hepática no Paraná.

Flávio disse...

Bom... fico aqui com as palavras de Belmiro Valverde Jobim Castor. Professor do Doutorado em Administração da PUCPR.
“Nessa peculiar “minirreforma” só temos uma certeza: pagaremos mais pelos telefonemas que dermos, pela luz que acendermos, pela gasolina que queimarmos. Quanto à redução dos preços dos produtos nos supermercados em que os governantes e os comerciantes parecem acreditar, deveremos esperar para ver se ela se materializa.”
Esperar... essa é a palavra... dependeremos da boa vontade de tais comerciantes. Que em um ato de rara bondade poderá – ou não – repassar essa redução para seus clientes.
Para finalizar... essa frase, citada aqui . “A pobreza no Brasil está levando o cidadão a virar bandido e sequestrar os ricos.”
É a frase mais preconceituosa que já ouvi. Pobreza não leva o cidadão a virar bandido. É uma hipocrisia tremenda achar que por ser “pobre” pode ser “bandido”. Triste pensar e visualizar pessoas que pensam dessa maneira.
Sinceramente, fico na torcida para que, na atual situação econômica mundial, essa tal reforma ajude alguém. Pois temos uma incerteza: se os comerciantes vão repassar os valores, e uma Certeza: que pagaremos mais impostos para telefonar, para usar a luz e para dirigir nossos automóveis.